Bom dia!           Segunda 23/01/2017     10:34
Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos: Nome Email

21/10/2015 - 26º Congresso do SINPEEM: delegados debatem o Texto Referência e Emendas e participam de palestras no segundo dia do evento

     O início dos debates do Texto Referência e Emendas marcou a manhã desta quarta-feira, 21 de outubro, segundo dia do 26º Congresso do SINPEEM, com a discussão do tema política educacional. Os debates continuam na tarde de quinta-feira. 

     Nas palestras do dia, destaque para o tema “Contribuições das histórias infantis: ressignificando as práticas”, no auditório Elis Regina. Para uma plateia ávida de conhecimento, Edi Fonseca, pedagoga, narradora oral e atriz, e Beatriz Gouveia, mestre em Psicologia da Educação e coordenadora de projetos do Instituto Avisa Lá ressaltaram a importância das histórias, que trazem ideias, culturas diferentes e provocam emoções. “Também oferecem a oportunidade de buscarmos outros papéis, colaboram na formação de imagens mentais, ajudam a diferenciar o que é real e o que é ficção e abordam questões do ser humano como amor, conquistas, desafios, sentimentos, derrotas”, disse a professora Edi.

     Destaque também para a palestra “Escola do futuro e avaliação medieval”, ministrada por Celso Vasconcelos, doutor em Educação, mestre em História e Filosofia da Educação, pedagogo e filósofo, responsável pelo Libertad - Centro de Pesquisa, Formação e Assessoria Pedagógica, que falou sobre a importância do trabalho do professor que, segundo ele, tem grandes alegrias na docência: atividade extremamente relevante, relacionamento humano, aprendizagem e o ensino. (Assista ao resumo dio dia)

     Vasconcelos enfatizou, ainda, que há exigências básicas para que o país alcance a tão desejada educação de qualidade. “Educação de qualidade é cara e necessária. Demanda formação inicial e continuada; salário condizente, plano de carreira e concursos; que a família assuma suas responsabilidades; e valorização social da escola e dos seus profissionais”.     

PALESTRANTES ABORDAM VÁRIOS TEMAS

          Igualmente concorridas foram as demais palestras, que discorreram sobre os temas “Mediação de conflitos nas relações interpessoais no contexto escolar”, com Álvaro Chrispino e Felipe Mello, que abordaram uma das questões que mais afligem os profissionais de educação, que é a violência dentro e no entorno das escolas; “Tablet e smartphone chegam à sala de aula. E agora?”, com Adriana Beatriz Gandin e Flávio Tonnetti; “Educação em tempo integral”, com Gabriel Perissé; “Educação e sociedade: possibilidades emancipatórias”, com Luís Alberto Hanns e Eduardo Carmello Freire; “A arte no espaço educativo”, com Ana Cristina Rossetto e Cléo Busatto; “Neurociências e a complexidade cerebral na sala de aula, despertando as potencialidades”, com Adriana Foz, Regina Migliori e Hamilton Haddad Jr.


          Apresentações culturais do dia:
 
         8h - música instrumental, com Haroldo Oliveira
         12h30 - banda Oncalo, no palco da MAC
         13h30 - Cia Mystérios, no auditório Celso Furtado
          MAC - exposição de ilustrações de livros e oficinas


          PROGRAMAÇÃO DE QUINTA E SEXTA-FEIRA:

22 de outubro - das 8h30 às 12h30

Escola e transformação social: as incertezas às possibilidades
Júlio Furtado 

Diversidade em sala de aula: o conflito de uma
educação para poucos numa escola para todos
Antônio Carlos Egypto e Rodrigo Toledo

Doenças profissionais: síndrome de burnout e estresse
Cléo Fante e Marilda Emmanuel Novaes Lipp

Conexões necessárias para o Quadro de Apoio 
Carla Biancha Angelucci e Claudio Fonseca

Desenvolvimento do imaginário, do lúdico na educação infantil
Monica A. Pinazza e Denise Nalini

Literatura na educação básica para brincar
Eraldo Miranda e Sandra Bozza

Diferentes olhares sobre a inclusão
Rosita Edler e Marinalva Oliveira

Música na perspectiva da cultura popular
João do Samba e Magda Pucci


23 de outubro - das 8h30 às 12h30

Por que em um mundo de rápidas transformações as
ações educacionais não avançam em nosso país?
Paulo Bedaque e Osvaldo Novais De Oliveira Jr

Avaliação criando sujeitos capazes de pensar criticamente
Vasco Pedro Moretto e Cristiane Machado

Para abrir o coração: o trabalho como prática de felicidade
Geraldo Peçanha de Almeida

Educação do século XXI: novos desafios
Marcelo Sando

Limitações do professor e da escola para lidar com a inclusão
Jane Patrícia Haddad e Alexandre Ventura

Educação híbrida com metodologias e tecnologias digitais
José Manuel Moran

Preparação psicológica do profissional de educação
Magda Branco

A crise e os direitos dos trabalhadores públicos
Antônio Augusto de Queiroz, Renata Moura e Valério Arcary 


A DIRETORIA

CLAUDIO FONSECA
Presidente
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home