Boa noite!           Domingo 22/10/2017     22:38
Cadastre seu e-mail e receba nossos informativos: Nome Email

10/08/2017 - SINPEEM participa de reunião da Mesa Setorial de Educação

        Nesta quarta-feira, 09/08, o SINPEEM participou de mais uma reunião da Mesa Setorial de Educação com o governo.

        De acordo com a SME, a pauta inicial previa a discussão, em linhas gerais, sobre a organização das unidades escolares para 2018. Porém, foi discutida apenas a organização das unidades de educação infantil. 

        Na oportunidade, o SINPEEM reafirmou que é contra o desmonte das salas de informática e de leitura, bem como das brinquedotecas das Emeis para o atendimento à demanda. Medida que desconsidera a importância destes espaços pedagógicos para o pleno desenvolvimento dos alunos.


                  SINPEEM REIVINDICA A DEVOLUÇÃO DOS CEIs INDIRETOS

        Durante a reunião, o SINPEEM também reivindicou que os prédios públicos em que hoje funcionam os CEIs indiretos sejam devolvidos para a administração direta para atendimento à demanda, melhor controle de vagas e de educação, de fato, pública, gratuita, de qualidade, socialmente referenciada.

        A SME, representada pela chefe de gabinete Fátima Elizabete, declarou ser necessário o fechamento de alguns espaços das Emeis para a universalização da educação infantil, além de destacar que houve readequação de 33 Emeis e que a próxima medida a ser adotada pela Secretaria será a criação de Cemeis.

        Sobre o retorno dos prédios públicos para a rede direta o governo afirmou que não há uma política pública para que isso aconteça.

        O SINPEEM continuará pressionando, afinal a categoria é contra a terceirização da educação e a favor de que os recursos públicos sejam investidos exclusivamente em escolas públicas sob a gestão direta.

        Segundo a chefe de gabinete, agora a preocupação da SME é reduzir o número de alunos por sala de aula nas Emeis, quando houver possibilidade, visando à qualidade do atendimento. Esperamos que não fique somente na intenção, posto que, até o momento, ocorre exatamente o contrário. Na verdade,  tem havido o fechamento de salas quando há  redução da demanda e não a redução da quantidade de alunos optando-se pelo modelo e condições pedagógicas.


               AUTORIZAÇÕES PARA NOMEAÇÕES E REALIZAÇÃO DE CONCURSOS

        Cobrada para que convoque aprovados em concursos e realize outros concursos para prover cargos vagos, como o de coordenador pedagógico, por exemplo, a SME informou que solicitou autorização de nomeação de 700 professores de educação infantil e de 2.078 professores de educação infantil e fundamental I.
 
        Após a publicação das autorizações será definido pela SME quando ocorrerão novas convocações de aprovados para a escolha de vagas, inclusive para o cargo de professor de ensino fundamental II e médio.

        Para os cargos de diretor de descola e supervisor escolar, a Secretaria informou que, provavelmente, haverá convocação de aprovados para vagas remanescentes da última escolha.

        O SINPEEM defende que sejam oferecidas todas as vagas existentes, inclusive tendo em vista ao projeto de lei recém-aprovado pela Câmara Municipal – graças à atuação do SINPEEM –, que criou 96 cargos de supervisor escolar.

        A lei ainda não foi sancionada pelo prefeito, mas o SINPEEM já encaminhou pedido ao Executivo e pressiona para que isto ocorra em caráter de urgência.


SME AFIRMA QUE CONTINUARÁ AS DISCUSSÕES SOBRE ORGANIZAÇÃO PARA 2018

        A próxima reunião da Mesa Setorial da Educação foi marcada para o dia 13 de setembro, tendo como pauta a organização do ensino fundamental com duração de nove anos. 

        Em defesa da categoria, mais uma vez o SINPEEM exige  a inclusão na pauta de  discussão e resolução de problemas relacionados às condições de trabalho, saúde e segurança.


A DIRETORIA

CLAUDIO FONSECA
Presidente
Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home